Movido a movimento


ANDREA PENA. A Gazeta, 10/02/2002 – Vitória, ES


Apaixonado por mecânica, máquinas, escolas de samba, viagens e tudo que se movimenta, o artista plástico e portelense Maurício Salgueiro é jurado da Sapucaí.

Depois de lecionar em seis universidades e conquistar os troféus e prêmios de arte mais importantes do país, Maurício Salgueiro se concentra em mais um trabalho, já apelidado pela crítica de "andróide". Além disso, assíduo frequentador das escolas de samba do Rio e está sempre em Vitória, a sua cidade natal, para julgar salões, participar de bancas examinadoras da universidade e concursos de professores.

Seu lema é “movimentar-se”. Tanto que aos 71 anos, continua produzindo. Fascinado pela magia dos carnavais cariocas, é antigo frequentador de quadras e barracões das escolas de samba. Esta noite, estará na Marquês de Sapucaí, como jurado de Alegorias. Em bate-papo pelo telefone, Maurício Salgueiro falou de sua carreira, das artes plásticas no Espírito Santo e de sua participação como jurado no último desfile no Sambão do Povo.